01/12/2009

Vídeo: Nesta Religião Não Existem Feriados

video

Equipe Self.run

Treino nas férias ?

As férias estão chegando! O momento tão aguardado por todos o ano todo e ao mesmo tempo um desastre para qualquer treinamento...

Treinamos o ano todo e com certeza merecemos descanso, mas 2 semanas parados pode significar um martírio na retomada da rotina. Isto porque não apenas paramos de praticar atividade física, mas também consumimos mais alimentos com alto valor energético, ingerimos bebidas alcoólicas, além de não descansarmos o corpo devidamente.

E não adianta dizer para não fazer nada disso, pois parece que não é justo conosco abrirmos mão do descanso merecido.

O grande segredo é não parar com o treinamento! Use o período de folga para pelo menos manter o treinamento, não perder o que foi ganho com tanto custo. Portanto podemos até esquecer os treinos intervalados, fartlek, longões, e tantos outros, mas aproveitem o fato de estar numa praia ou em qualquer região desconhecida para desbravar um pouco e aproveitar o que a corrida nos proporciona: liberdade!

A corrida é considerada o esporte mais democráticos de todos, pois para correr precisamos de apenas um tênis, as vezes nem isso. Use isso a seu favor e corra pelo menos 3 vezes na semana sem compromisso e, desta forma quando voltar aos treinos não sentirá tanta dificuldade para voltar à velha forma.

Vocês merecem o descanso, mas como dizem: na religião da corrida, não existem feriados!

Equipe Self.run

23/11/2009

Alimentação do atleta ovolactovegetariano

Neste caso a atenção deve ser redobrada no consumo de proteínas para a formação de músculos.

Os cereais integrais e leguminosas, devem estar presentes em quantidades significativa. A soja merece papel de destaque, pois contêm elevado teor de proteína de alto valor biológico.

A mistura do arroz e feijão é um ótimo exemplo da associação proteínas vegetais que juntas fornecem uma proteína de melhor qualidade.

A variedade de frutas, verduras e legumes também é importante.

Ovos, leite e seus derivados, devem estar presentes frequentemente em sua alimentação para auxiliar no aporte de proteínas e também para fornecer o cálcio.

O consumo de ferro pode ser deficiente, portanto a ingestão de alimentos fontes é importante como: feijão, vegetais de cor verde-escura (agrião, rúcola, chicória, couve).

Consumo de vitamina C ( laranja, acerola, abacaxi) auxiliam na absorção de ferro. Já a cafeína ( café, chá mate e refrigerantes) prejudica o bom aproveitamento do ferro.
Equipe Self.run
Fonte: revista O2 – corrida, estilo de vida.

18/11/2009

Frutas que ajudam a manter sua beleza - 2

Laranja: quando se fala em vitamina C, logo pensamos na laranja. Suculenta e encontrada em qualquer época do ano, essa fruta proporciona maior irrigação sanguínea da pele – que fica bem oxigenada e resiste mais aos efeitos do tempo – e do couro cabeludo, o que estimula a produção e o crescimento dos fios de cabelo. Além disso, a vitamina C produz colágeno, fundamental para a elasticidade da pele, e previne o excesso de oleosidade e a acne.

Maçã: outra fruta facilmente encontrada, a maçã é rica em vitaminas, notadamente do complexo B. A fruta ajuda na renovação das células e na troca da epiderme, que ocorre em nosso corpo pelo menos uma vez por mês. Por possuir muitas fibras, acaba cuidando da pele por tabela, já que ajuda o intestino a funcionar bem. Evita a queda dos cabelos e, como tem flavonoides em sua composição, é apontada como uma arma na prevenção do câncer da pele, e até comparada ao vinho, no que diz respeito aos efeitos benéficos.

Manga: fruta preferida de muitos brasileiros, a manga é rica em vitamina C e em betacaroteno, um precursor da vitamina A que age como um antioxidante (prevenindo o envelhecimento. A manga pode melhorar a elasticidade da pele, devolver o brilho aos cabelos e fortalecer as unhas. Protege a pele dos raios solares e auxilia na formação da melanina, o que pode ajudar no bronzeamento. Além disso, a manga ajuda a combater a acne e também purifica o nosso sangue.

Melancia: a melancia é composta, em grande parte, de água, sais minerais e vitaminas. Muito refrescante, é uma delícia no calor. Como contém muita água, age como um ótimo hidratante para o organismo como um todo, mas em particular também para a pele, que fica tonificada e com aparência saudável. Como é diurética, essa fruta tem um importante papel na desintoxicação do corpo, sendo uma importante aliada na eliminação das toxinas.

Melão: outra fruta praticamente feita de água, o melão agrada ao paladar feminino por ter um gosto adocicado e suave e ajuda a manter a pele hidratada e nutrida. Como o melão, principalmente aquele de polpa amarela, é uma excelente fonte de pró-vitamina A, ele pode ser bastante útil para ajudar a manter o bronzeado por mais tempo. Aliás, a fruta pode ser nossa fonte desta vitamina, pois apenas 100 g de melão são suficientes para suprir a metade de nossas necessidades diárias.

Morango: além do gosto adocicado e do aroma inconfundível, o morango tem em sua composição a vitamina C e os polifenóis, que combatem os radicais livres, ajudando a evitar o envelhecimento da pele e o enfraquecimento dos cabelos, por proteger sua raiz. Também desintoxica a pele, estimula a circulação sanguínea e age como um potente vasodilatador.

Tomate: indispensável em uma boa salada, o tomate é uma grande fonte de licopeno. O licopeno é uma substância bastante estudada por ser associada à redução do câncer da próstata. Na pele, age como um poderoso antioxidante, ajudando a impedir e reparar os danos às células causados pelos radicais livres. A ingestão do tomate pode ajudar na prevenção das queimaduras do sol na pele e o envelhecimento prematuro.

Equipe Self.run

Frutas que ajudam a manter sua beleza - 1


A cada dia surge um novo creme, óleo, xampu ou tratamento para a pele. Tentadores, perfumados e com promessas irresistíveis, eles comprometem nosso orçamento e fazem nosso ritual de beleza durar ainda mais. Não seria ótimo se existisse uma maneira mais simples e econômica de combater a acne, evitar a caspa, prevenir o envelhecimento e hidratar?

Bom, existe: basta trocar os produtos de beleza por uma alimentação rica em frutas.Saborosas e ricas em propriedades benéficas para nossa beleza e saúde, as frutas são encontradas em abundância no nosso país e, graças ao seu baixo custo, possibilitam que o cuidado com a pele seja um ritual prazeroso e constante.

Para isso, basta saber o que cada fruta pode lhe proporcionar e consumir de três a cinco variedades de frutas diferentes diariamente (seja in natura, ou com sucos e vitaminas).Conheça agora o que cada fruta pode fazer por você e desfrute: seu corpo agradece.

Açaí: delicioso, esse fruto possui propriedades antibacterianas, o que previne o surgimento da acne. Além disso, é ótimo para melhorar a cicatrização, já que é rica em antocianinas, substâncias responsáveis pela circulação, que ajudam no bom funcionamento dos vasos sanguíneos. Cabelos enfraquecidos também podem ser beneficiados pelo consumo do açaí e de suas propriedades nutritivas.

Banana: doce, saborosa e riquíssima em vitaminas e potássio, a banana ainda lhe deixa mais bonita. Isto porque a fruta possui uma grande quantidade de vitamina B6, que combate, entre outras coisas, a dermatite – doença que desequilibra a pele, causando oleosidade excessiva e também coceiras, descamações e vermelhidão. Sua forma mais conhecida é a caspa, mas a dermatite seborreica também pode surgir nas axilas, no rosto, no peito e nos genitais.

Jaboticaba: essa fruta adocicada possui propriedades muito importantes para a pele, principalmente em sua casca. Estudos associam a jaboticaba com o rejuvenescimento e a hidratação da pele. O benefício está associado com uma substância encontrada nesta fruta, cuja maior ação é combater os radicais livres (moléculas que danificam o material genético e aceleram o envelhecimento). Além disso, estimula a produção de colágeno e possui grande quantidade de vitamina C.

Equipe Self.run

A Hora da Virada

Os casos de hipertensão, diabetes, dislipidemias, cardiopatias, obesidade e outras doenças crônicas não transmissíveis, são responsáveis por 35 milhões de morte por ano em todo o mundo, segundo a OMS( Organização Mundial da Saúde).

E combater os fatores de risco pode evitar 80% das ocorrências de infarto, acidente vascular cerebral (derrame/AVC) e diabetes.O sedentarismo está no topo do ranking dos fatores de risco, ao lado da alimentação inadequada e do tabagismo.

Calçar um tênis e correr do prejuízo é a melhor forma de romper o sedentarismo e começar a reduzir os fatores de risco.

A atividade física planejada, associada a uma alimentação equilibrada, vai prestar um duplo serviço. Diretamente vai agir nas patologias: melhora a pressão arterial, ajuda a controlar a glicemia, baixa o colesterol, protege o coração e os ossos. E indiretamente incrementando a auto-estima, melhorando assim a qualidade de vida.

Toda mudança é possível com disciplina e orientação adequada.

Equipe Self.run


Fonte: O2 – corrida, estilo de vida

16/11/2009

Você sabe qual é a função das fitas coloridas dos atletas?


Quem gosta de esporte já deve ter visto alguns atletas com algumas umas fitas adesivas coloridas coladas diretamente no corpo durante as competições. Pelo menos os atletas do vôlei, atletismo e tênis viraram adeptos dessa novidade. Trata-se de bandagens elásticas, coloridas ou não, conhecidas por Kinésio Taping. Mas para que servem essas bandagens?

Alguns meios de comunicação falaram de forma errônea sobre as bandagens, até que as fitas eram esparadrapo e que cada cor teria uma função diferente. Tudo mentira. As cores de nada influem no tratamento através da bandagem.

O Kinésio Taping é uma técnica usada no oriente há alguns anos e agora chegou no ocidente. Estas bandagens são utilizadas como um adendo à reabilitação de atletas e na fisioterapia. Além disso, as bandagens também podem ser usadas no tratamento das desordens funcionais e na redução de edemas.

A terapia através das bandagens elásticas é feita a partir de faixas elásticas adesivas, com o objetivo de dar apoio ou suporte externo aos músculos, sem limitar a ação dos mesmos. Através dela conseguimos relaxar uma musculatura tensa, conseguimos também tencionar uma musculatura relaxada e diminuir a dor através da reposição de uma articulação.O método não consiste em simplesmente "aplicar" as bandagens.

Para aplicar é necessário fazer um trabalho em conjunto (terapeuta e atleta) para iniciar corretamente o tratamento mais adequado. Em atletas de corrida, por exemplo, o uso das bandagens elásticas é de muita importância principalmente após os treinos. Isto porque, as bandagens aplicadas corretamente servem para relaxar os músculos do membro inferior.

Além disso, também é possível usar a bandagem para aplicar uma técnica de dilatação nasal que melhorar a respiração durante a corrida, além de outras funções que varia de acordo com a necessidade pessoal de cada atleta.

Vale lembrar que o atleta pode competir e treinar com a bandagem aplicada no corpo. Ela consegue ter aderência e eficácia por até quatro dias e não é necessário remove-la para tomar banho. As fitas também não possuem nenhuma substância química, ao contrário de algumas bandagens já conhecidas no Brasil.

A eficácia do Kinésio Taping está na forma como é colocada. Como dito anteriormente, as cores não influenciam o tratamento. É uma questão de gosto. Porém, para os orientais, por causa da cromoterapia, cada pessoa deve usar um tipo de cor específica.

Fonte: http://www.webrun.com.br

Equipe Self.run

Dor na Perna do Corredor: canelite

Uma das queixas mais comuns nos atletas recreativos e profissionais que praticam esporte de corrida é a dor na perna. O diagnóstico adequado e um plano de tratamento oportuno ajudam a assegurar um retorno mais rápido e sem complicações as atividades esportivas.

É preciso atenção quando o atleta apresenta uma queixa geral de dor na perna porque os achados no exame físico, resultados de testes diagnósticos e a forma adequada de tratamento são variáveis, pois tudo depende da etiologia específica da dor.

As causas são diversas podendo variar desde condições comuns e de fácil administração, até as de difícil diagnóstico que requerem intervenção cirúrgica.Por isso algumas perguntas essenciais devem ser respondidas de início antes de identificar a causa da dor na perna:

· Houve alguma mudança no treinamento como: nível, intensidade, duração, superfície ou calçado?

· Esses fatores interferem no mecanismo de corrida, distribuição de carga e força muscular?

· Existe alguma perda de sensibilidade, fraqueza e irradiação da dor?

· Sintomas sugerem causa de origem neurológica?

· Ocorre dor noturna, presença de massa, mal estar ou febre, presença de vermelhidão e calor?

· Sintomas de provável origem patológica ou infecciosa?

Diagnóstico - Depois de respondida essas perguntas é importante complementar o diagnóstico por imagem como:

· Radiografias (em geral, se a dor estiver presente por menos duas semanas e não for intensa, provavelmente o resultado deste exame será negativo, assim como dores localizadas nas partes moles, como músculos e tendões). A indicação deste exame está nas dores articulares e ósseas agudas de alta intensidade ou de longa duração;

· Ressonância magnética;

· Cintilografia óssea;Só assim o corredor saberá qual tipo de lesão o acometeu. Como são muitos os tipos de lesão, esse mês falaremos sobre: a Síndrome da Tensão Tibial Medial, mais conhecida como “Canelite”.

Fonte:Dra. Ana Paula Simões www.webrun.com.br-

Equipe Self.run

13/11/2009

Fila Night Run - SP
























A Self.run parabeniza todos so corredores pela participação na Fila Night Run alcançando suas metas e atingindo seus objetivos.

06/11/2009

Orientações - Fila Night Run





Estamos nos aproximando de mais uma prova, portanto a Self.run passará algumas orientações para seu melhor desempenho. Como trata-se de uma prova noturna, alguns cuidados extras devem ser tomados.

Em anexo há um informativo da Fila com os mapas de percurso, entrada e estacionamento na USP, além de informações adicionais.
UM DIA ANTES (sexta-feira)

1. Descanse o máximo possível e fique longe do sol.

2. Alimente-se conforme os hábitos pessoais. Procure evitar gorduras (carne bovina, suína, ovos, frituras) e bebidas alcoólicas. Prefira alimentos leves e de fácil digestão. Dê preferência à carboidratos complexos (massas em geral, arroz, batata), saladas cruas sem muito tempero, frutas (banana-prata, pêra, maçã, mamão, pêssego, nectarina, morango) e carnes brancas (frango ou peixes grelhhados).

3. Beba muito líquido, em especial água natural. Verifique a cor da urina para saber se está bem hidratado. O ideal é que ela esteja bem clara.

4. Véspera de prova não é dia de treino, portanto apenas descanse e procure deitar cedo para preparar sua mente, visualizando-se completando o percurso em bom estado físico e feliz por ter vencido o desafio.

5. Prepare o material que você irá utilizar no dia da prova. Lembre-se do protetor solar, frequencímetro, boné, mp3 player e relógio para controlar o seu tempo.

6. Separe uma muda de roupas para colocar após a prova!
NO DIA DA PROVA

1. Não consuma (em hipótese alguma) bebidas alcoólicas antes da prova;

2. No almoço, de preferência para massas e evite molhos brancos e acompanhamentos gordurosos (bacon, calabresa);

3. Procure ficar longe do sol e praticar atividades físicas durante o dia;

4. Entre 17h e 18h faça um lanche reforçado com pão integral, frios e requeijão Light, além de um suco para acompanhar;

5. Saia de casa com um pouco mais de antecedência, principalmente se você não conhece o caminho até a USP e não sabe onde irá estacionar.E lembre-se que antes da largada você precisa retirar sua camiseta e seu chip na tenda da Self.run;

6. Inicie os alongamentos 40 minutos antes da largada e depois faça um trote de aquecimento de 12 minutos.

7. Posicione-se no local da largada aproximadamente 10 minutos antes.

8. Deixe seus pertences na tenda da Self.run.DURANTE E APÓS A PROVA

1. Inicie a corrida mais devagar, controlando seu ritmo e respeitando seus limites. Deixe os mais apressados ultrapassarem. Seu objetivo é terminar bem o percurso.

2. Beba água em todos os postos de abastecimento, mesmo que não sinta sede. Se sobrar água, jogue-a na cabeça.

3. Procure acompanhar o seu tempo quilômetro a quilômetro para que sua prova seja feita de maneira consciente e equilibrada.

4. Ao terminar a prova, continue caminhando por alguns minutos para que a sua frequência cardíaca diminua.

5. Depois da prova você deve continuar se hidratando.

6. Faça alongamentos.

7. Não se esqueça de colocar roupas secas.
E fique tranquilo, afinal de contas se você foi selecionado para a prova é porque está apto, e estaremos ao seu lado !!

Após a prova estaremos na tenda da Self.run da chegada para atendê-lo !!
Equipe Self.run

04/11/2009

Qual sua música preferida para começar o treino?


Equipe Self.run

Hidratação



Hidratação para a atividade física

O consumo adequado de líquidos antes, durante e depois da prática esportiva é fundamental para proteger a saúde e melhorar o desempenho do atleta.


Quando estamos nos exercitando, a temperatura do corpo aumenta rapidamente e começamos a suar para eliminar o calor. Neste processo, perdemos líquidos e sais minerais como sódio e potássio, fundamentais para o bom funcionamento do organismo e, se não houver reposição deste líquido, ele ficará desidratado.


A desidratação causa fadiga precoce e um superaquecimento, por conta do suprimento inadequado de sangue. Isso explica porque a desidratação compromete o desempenho e aumenta o risco do surgimento de doenças provocadas pelo calor.


Durante o exercício, é preciso evitar a desidratação, consumindo uma quantidade de líquidos equivalente a que o organismo perde através do suor. Isto normalmente é um problema, já que a sede não é um bom indicador das necessidades hídricas. Geralmente, quando estamos com sede é porque nosso organismo já está com um déficit de líquidos de 2% do peso corporal.
Sabendo-se que com o suor eliminamos água e sais minerais (sódio e potássio), o ideal é consumirmos bebidas que contenham quantidades adequadas destas substâncias, como as bebidas esportivas. Além da água e dos sais minerais, as bebidas esportivas contêm carboidratos que fornecem energia extra para os músculos em movimento e sabor que facilita a ingestão garantindo a correta hidratação.


Garanta que está devidamente hidratado antes de começar os exercícios, ingerindo aproximadamente 250 a 600ml de bebidas esportivas ou água de coco, pelo menos duas horas antes da corrida.


Durante o exercício, hidrate-se a cada 15 ou 20 minutos.


Após a atividade física, continue se hidratando, distribuindo o consumo por um período de várias horas após a atividade física.


Equipe Self.run

22/10/2009

Ingerir líquidos durante a refeição engorda ?


Ingerir líquidos durante a refeição engorda?

Esta e outras lendas surgiram com a interpretação errada de como nosso organismo trabalha em relação aos alimentos.
O que é verdade e mito nessa história?
Na realidade a ingestão de mais que um copo de água ou suco, cerca de 250 ml, pode prejudicar o processo de digestão, pois o líquido dilui os ácidos digestivos, e a absorção de nutrientes se torna menor. Mas isso não quer dizer, necessariamente, que beber durante a refeição engorda. Depende muito de pessoa para pessoa.
O que pode acontecer é o aumento na ingestão de alimentos, porque quando a pessoa bebe muito líquido durante a refeição, o cérebro demora mais a perceber que ela está satisfeita, e, assim, ela acaba comendo mais que está acostumada sem bebidas.
O ideal seria não beber nada 30 minutos antes e 30 minutos depois de se alimentar.
Os refrigerantes é melhor evitar, já que são ricos em calorias vazias, que nada acrescentam ao organismo. Além disso, são cheios de gás e dilatam o estômago, prejudicando também a digestão.
Para uma digestão melhorAlgumas bebidas podem ajudar no processo de absorção dos alimentos, como o chá de hortelã, pode ser ingerido antes da refeição, cerca de 30 minutos, de preferência sem açúcar.Os sucos naturais, de qualquer tipo de fruta, sempre são melhores para a digestão. As fibras deixam esse processo mais lentos, e a variedade de frutas ingerida em suco pode ajudar.
Equipe Self.run

Comece a correr...

O primeiro passo, do sofá até a rua, não é tão longo. Com força de vontade e orientação essa prática esportiva também pode fazer parte do seu dia-a-dia .

Se você busca saúde e bem-estar, começar a correr pode ser a resposta para suas necessidades.A corrida proporciona benefícios cardíacos, na respiração, no sono. Além de dar mais ânimo e alegria para a vida do atleta, que passa a se sentir melhor durante o dia.
Até mesmo quem acha que está acima do peso, ou que não tem preparo físico suficiente, pode iniciar no esporte, basta conhecer e respeitar seus limites.
O primeiro passo a ser tomado pelo corredor é procurar um médico e fazer os exames básicos, para saber se está apto a praticar a corrida.
Depois dos exames, uma avaliação física também é importante, para a pessoa saber qual é seu nível físico e aeróbico.
A prática da atividade começa com uma caminhada esportiva, e, gradativamente, o nível vai se elevando.
“Quando decidi começar a correr estava um pouco acima do peso, até por isso escolhi a corrida, p
Tenha uma meta !!
Escolha uma prova no calendário para ser sua primeira corrida e se prepare de forma correta.
Agora é só correr e... correr!!!!!!
Equipe Self.run

Nutrição pós-treino

Alívio após o esforço

Em vez de apelar por remédios na recuperação dos treinos ou repousos desnecessários, os corredores podem incluir alimentos que ajudam a evitar dores musculares, cansaço e lesões. O resultado é ganho em rendimento e performance.

Vitaminas e Minerais
Alimentos fonte de vitaminas A, C e E têm ação antioxidante neutralizando os radicais livres que surgem com o esforço. Ex:Laranja, Espinafre, Pimentão Amarelo, Agrião, Limão, Acerola., Goiaba.

Granola, Nozes e Castanhas(fontes Vitamina E): Além de serem antioxidante, conseguem estimular a produção de enzimas que retiram os radicais livres das células musculares, evitando o processo de oxidação e microtraumas.

Proteínas
Fazem parte da formação do músculo e ajudam na regeneração das células musculares e na sua rigidez. Com mais força muscular a recuperação das corridas é mais rápida e torções e tombos serão diminuídos.Ex: Frango, Peixe, Iogurte e Ovos.

Ômega-3
Atua como protetor da membrana celular. Os tendões ficam mais protegidos, além de ser uma fonte de energia saudável. Ex: Salmão e Azeite de Oliva

Carboidratos
Mantêm a disposição porque após o treino, repõem o glicogênio muscular e hepático, mantendo o metabolismo funcionando. Pão, cereais e cookies integrais contêm fibras e não apresentam difícil digestão, por isso, indicados após os treinos. Já a batata, mandioca, pão branco dão energia imediata, porém podem ser armazenadas rapidamente e engordar.
Dica: Ingerir uma hora antes do treino e em até duas horas após a corrida.

Equipe Self.run

Vídeo: Quem não corre, não acredita...

Às vezes surge a seguinte dúvida: porque quem não corre nunca acredita nas distâncias que percorremos ??

video

Equipe Self.run

19/10/2009

Self.run na 2a Corrida e Caminhada da Família

A equipe da self.run parabeniza todos ios atletas pela participação na 2a Corrida e caminhada da Família realizada nesta último domingo (18/10).

Ao final da prova todos os atletas contaram com o apoio da estrutura montada pela Self.run.

Parabéns à todos !!

Daniel Martins



Teilla e Fernanda


Iara Degani



Nílson, Eduardo, Aline e Guilherme




Maísa e Delaine





Taianne






Diego







Equipe Self.run








Equipe Self.run


Daniel Oléa

Equipe Self.run

22/09/2009

Parceria Trip Editora e Self.run

Post do Blog da Trip Editora sobre a participação dos corredores da Equipe TPM sob supervisão da Self.run na 17a Maratona de Revezamento Pão de Açúcar:

http://blogdatrip.blogspot.com/

Equipe Self.run

17a Maratona de Revezamento Pão de Açúcar

A Self.run gostaria de parabenizar os atletas pela participação na 17a Maratona de revezamento Pão de Açúcar, realizada no último dia 20/09 em São Paulo.

Foram 40 atletas Assessorados pela Self.run, que cumpriu com seu objetivo de servir os atletas em todos os momentos, especialmente no dia inesquecível que é uma prova.

Equipe TPM (Trip Editora)


Equipe Self.run

Vale ressaltar a parceria entre a Self.run e a Trip Editora, que participou com 16 atletas, muitos deles iniciantes na corrida, todos assessorados pela Self.run, com dicas de nutrição, pré e pós-prova, playlists, além de todo o apoio na prova do dia 20/09.
É isso aí, pessoal, parabéns à todos e vamos correr !!!
Equipe Self.run

Self.run vence 4a Corrida cidade de Marília

O atleta Carlos Antônio dos Santos, o Carlinhos foi o grande vencedor da 4a Corrida Cidade de Marília, realizada no último dia 13/09.



Entre as mulheres, Rafaela Alessandra de Souza Castro ficou em segundo lugar.




Parabéns aos atletas Self.run pelo desempenho.
Equipe Self.run

21/09/2009

4a Corrida Cidade de Marília

A Self.run gostaria de parabenizar os corredores pela participação na 4a Corrida cidade de Marília, realizada noi último dia 13/09. Abaixo alguns atletas participantes:






Parabéns à todos !!

Equipe Self.run

10/09/2009

Para os corredores matinais

Quando pensamos que estamos correndo sozinhos....

video

Equipe Self.run

02/09/2009

Self.run e Revista TPM

A Self.run iniciou uma parceria coma Trip Editora com o intuito de assessorar seus atletas na 17a Maratona de Revezamento Pão de Açúcar, dia 20/09.

A Revista TPM estampará as camisetas das 2 equipes selecionadas para a prova.

Agora é só treinar pessoal, porque a prova está chegando.

Equipe self.run

Não tem tempo para correr? Você que pensa !

O que mais ouvimos de quem tem vontade de iniciar a prática da corrida é a seguinte frase: "Eu não tenho tempo".

As vezes o tempo somos nós que fazemos. Qualquer meia hora de exercícios (principalmente a corrida) é benéfica.

Vamos tentar?

video

Equeipe self.run

31/08/2009

Saia do Sofá

Saia do Sofá antes que seja tarde demais. exercite-se!!

video

Equipe Self.run

Precisando de motivação

Avisamos em primeira mão que a partir de 21 de setembro a Self.run iniciará as atividades na capital paulista. Se você está precisando de motivação para treinar, não se preocupe. Estamos chegando

video

Equipe Self.run

27/08/2009

Flexibilidade ótima

Antigamente tinha-se a impressão de que, quanto maior a flexibilidade, maior a performance esportiva do atleta, não importava a modalidade.

Porém esta afirmação não existe mais. Por uma questão de segurança e principalmente economia de energia, trabalhamos com uma flexibidade chamada ótima, ou seja apenas a necessária para aprática de determinada modalidade.

Portanto quem não possui uma flexibilidade monumental, não se preocupe. Ela continua sendo é importante, porém no caso de corredores não precisa ser absurda, apenas ótima para evitar lesões e maximizar os ganhos na modalidade.

Equipe Self.run

Cuidados com muita Flexibilidade

Existem poucas evidências sobre a influência da flexibilidade na redução da incidência de lesões, porém certamente, lesões podem estar relacionadas à muita ou pouca flexibilidade. Em certas ocasiões, o aumento da flexibilidade pode ocasionar um aumento na taxa de lesões. A descompensação antagônica de flexibilidade pode levar a maior incidência de lesão, pois uma grande deformação dos tecidos conjuntivos pode levar em uma irreversível deformação das
articulações, ligamentos e tendões.

Equipe Self.run

20/08/2009

Vídeo: My Better is Better 2

A Nike produziu este vídeo como uma brincadeira de criança: aqueles comparativos que fazíamos com os amigos para provar quem era melhor!

video

Equipe Self.run

Vídeo: Autoconfiança "My Better is Better"

Um dos principais atributos dos vencedores é a autoconfiança. Acreditar em si mesmo, que você é capaz e que vai conseguir é primordial em qualquer esfera de nossas vidas, não só na corrida. Portanto trace os objetivos e alcance-os.

Comercial na Nike "My Better is Better" mostrando a autoconfiança na competitividade.

video

Equipe Self.run

19/08/2009

Paula Radcliffe vence Meia de Nova York

Após quase um ano sem disputar uma prova oficial, a britânica Paula Radcliffe conquista a Meia-maratona de Nova York com quase dois minutos de vantagem para a segunda colocada.

No último domingo, 16 de agosto, foi realizada nos Estados Unidos a quarta edição da Meia-maratona da Cidade de Nova York. A prova, que passou por vários pontos turísticos da metrópole, como o Central Park e o Times Square, teve mais de 10 mil concluintes.Com 1h09min45 a britânica Paula Radcliffe, que não disputava uma prova oficial desde novembro do ano passado, quando venceu a Maratona de Nova York, foi a campeã.

A etíope Mimitu Daska e a queniana Catherine Ndereba completaram o pódio, com 1h11min04s e 1h1156s, respectivamente.O etíope Tadesse Tola foi o campeão, ao completar o percurso de 21 km em 1h01min06s. O marroquino Ridouane Harroufi ficou com a segunda colocação, com a marca de 1h02min32s. Já a esperança norte-americana na prova, Ryan Hall, ficou na terceira colocação, com o tempo de 1h02min35s.

Equipe Self.run

16/08/2009

Vídeo: Pace Training com Paul Tergat

Neste vídeo da Nike, Paul Tergat explica como funciona um treino intervalado fartlek, dando suas próprias dicas.

video

Equipe Self.run

Paul Tergat

Paul Kibii Tergat é um dos maiores fundistas de todos os tempos. Brilhou tanto nas pistas de atletismo, como nas corridas de rua, nos solos de terra e grama das competições cross country.

Tergat é considerado do rei do cross country, sagrando-se pentacampeão mundial entre 1995 a 1999. Ele também brilhou nas ruas tendo a melhor marca na meia-maratona com 59:06, num percurso ligeiramente em descida, e também a marca de 59:17 que é mais reconhecida como "recorde mundial".

Além disso, foi duas vezes medalha de prata nos 10.000m dos Jogos Olímpicos, além de ter sido o recordista mundial de maratona, com 2:04.55, de 2003 a 2007.

O queniano também poderia reinar supremo nas pistas de atletismo não fosse a concorrência de seu grande rival: o etíope Haile Gebreselassie. Paul Tergat também viveu momentos de glória nas pistas, como quando bateu o recorde mundial do 10.000m em 1997 com 26:27.86. Entretanto seu rival o superou alguns meses depois marcando 26:22.75.

No Brasil ele é conhecidpo simplesmente como o maior vencedor de todos os tempos da Corrida de São Silvestre, com nada menos que 5 vitórias, além de ser detentor do recorde da prova: 43m12s.

Equipe Self.run

13/08/2009

Vídeo: Paula Radcliffe Motivation

Paula Radcliffe em campanha do Nike+ dando dicas motivacionais para os amantes da corrida.

video

Equipe Self.run

Paula Radcliffe confirma presença na Meia Maratona de Nova York

De última hora, Paula Radcliffe confirma presença na Meia-Maratona de Nova York e trará um destaque ainda maior para a competição norte-americana.

Os organizadores da Meia-Maratona de Nova York receberam uma grande notícia. Apenas quatro dias antes da prova, que será realizada no próximo domingo (16), a britânica Paula Radcliffe confirmou presença na competição norte-americana.

“A entrada de última hora de Paula acrescenta mais suspense e glamour para a prova, e fará com que tenhamos uma corrida empolgante”, afirmou Mary Wittenberg, presidente da New York Road Runners (NYRR).

Desde novembro fora das competições por causa de diversas lesões, Radcliffe vai usar a competição deste domingo para testar como está seu condicionamento para a maratona do Mundial de Atletismo, que será disputada no dia 23 de agosto, em Berlim.

“Recentemente, comecei a me sentir muito bem nos treinos. Estou pronta para correr uma meia-maratona, e Nova York vai ser importante para sentir como estou”, disse a corredora. “Após a prova, vou consultar minha equipe técnica e médica e saber em que condições irei para Berlim”, completou.

Radcliffe não terá vida fácil na Meia-maratona de Nova York. Na linha de largada da prova, também estarão a bicampeão mundial na maratona, Catherine Ndereba, do Quênia, e a medalha de bronze na Olimpíada de Atenas-2004, Deena Kastor, dos Estados Unidos.

Equipe Self.run

Fonte: www.o2porminuto.uol.com.br

Vídeo: Paula Radcliffe

Video da Britânica Paula Radcliffe que confirmou sua presença na meia-maratona de Nova York, que será realizada no próximo domingo (16/10)

video

Equipe Self.run

Vídeo: Mais um motivo para correr

Vídeo da Nike que foi censurado nos EUA.

video

Equipe Self.run

12/08/2009

Cuidados com a generalização

Atualmente existem muitos estudos na área da saúde sobre performance em determinadas atividades físicas, como a corrida, além de benefícios de determinados alimentos para a saúde.

Porém é importante destacar os cuidados em generalizar determinadas informações. Por exemplo: dizer que o brócolis ajuda a queimar gordura abdominal ou que a casca do maracujá ajuda a diminuir a glicemia, não que dizer que devemos ingerir brócolis desde o café da manhã e nem que vamos comer um maracujá inteiro após uma refeição.

Estas informações podem ser verdadeiras, mas nada substitui uma alimentação balanceada e equilibrada juntamente com exercícios físicos seguidos de uma boa dose de descanso. Este equilíbrio continua sendo o tripé do bem-estar e da qualidade de vida.

Alimentação saudável é aquela que contempla a maior porção de nutrientes necessários ao organismo nas quantidades corretas, e não tentar se beneficiar de uma qualidade específica de algum alimento, mesmo porque tal benefício pode não ser tão visível, como pretendemos.

O mesmo vale para os suplementos nutricionais. A ingestão de Ácido Linoléico (CLA), por exemplo, por si só não garante a perda de gordura localizada. Não adianta nada a ingestão do suplemento sem a prática esportiva e alimentação correta.

Portanto, por mais que possamos tentar encontrar uma fórmula mágica e/ou milagrosa, nada substitui alimentação + atividade física + descanso.

Equipe Self.run

Nutrição: O Colesterol Bom e Ruim

Muito se ouve falar de sobre o colesterol bom e ruim, pouco se explica sobre o seu real significado.

O colesterol é uma substância gordurosa encontrada em todas as células no nosso corpo. Ele é essencial para a formação das membranas celulares, para a síntese dos hormônios esteroidais como a testosterona, estrogênio, cortisol e outros, para a produção da bile, para digestão de alimentos gordurosos, para formação da mielina (uma bainha que cobre os nervos), para metabolização de algumas vitaminas (A, D, E e K) etc...

O colesterol tem 2 origens: a endógena, ou seja, produzido pelo nosso próprio corpo, principalmente pelo fígado, e a exógena, adquirida através dos alimentos.

Como se trata de uma substância gordurosa, ela não se dissolve no sangue. É igual a gotas de óleo na água. Portanto, para viajar através da corrente sanguínea e alcançar os tecidos periféricos, o colesterol precisa de um transportador. Essa função cabe as lipoproteínas que são produzidas no fígado. As principais são:

- VLDL (Very low-density lipoprotein)
- LDL (Low-density lipoprotein)
- HDL ( High-density lipoprotein)

O VLDL transporta triglicerídeos e um pouco de colesterol. O LDL transporta colesterol e um pouco de triglicerídeos. O HDL faz o caminho inverso, tira colesterol dos tecidos e devolve para o fígado que vai excretá-lo nos intestinos.

Elevadas concentrações de VLDL e o LDL estão associados a deposição de gordura na parede dos vasos, levando a formação de placas. Esse processo é chamado de ateroesclerose. Essas placas de gordura diminuem a luz dos vasos. Também causam lesão direta na parede, diminuindo a elasticidade das artérias. Tudo isso favorece a obstrução do fluxo de sangue e do aporte de oxigênio e nutrientes aos tecidos. O resultado final é o infarto, o AVE, a isquemia dos membros etc...

Enquanto que o LDL e o VLDL levam colesterol para as células e facilitam a deposição de gordura nos vasos, o HDL faz o inverso, promove a retirada do excesso de colesterol, inclusive das placas arteriais.

Por isso, denominamos o HDL como colesterol bom, e o VLDL e o LDL como colesterol ruim.

A produção as lipoproteínas são reguladas pelos níveis de colesterol. Colesterol derivado de gorduras saturadas e gordura trans favorecem a produção de LDL enquanto que gordura insaturada encontrada no azeite, peixes, castanhas, promove a produção do HDL.

Há muito tempo deixamos de valorizar o valor do colesterol total ( HDL + LDL + VLDL) e passamos a dar mais atenção aos valores individuais de HDL e LDL.

Então quais são os valores de HLD e LDL normais e quais são perigosos?

LDL
Menor que 100 - Ótimo
Entre 101 e 130 - Normal
Entre 131 e 160 - Normal/alto
Entre 161 e 190 - Alto
Maior que 190 - Muito alto

HDL
Menor que 40 - Baixo (ruim)
Entre 41 e 60 - Normal
Maior que 60 - Alto (ótimo)

Uma dieta rica em gorduras insaturadas e pobres em saturadas está indicada para todas as pessoas. O aumento do colesterol LDL está relacionado a fatores genéticos e alimentares. Uma vez que 75% do colesterol é endógeno e apenas 25% vem da alimentação, algumas pessoas não conseguem normalizar os níveis de LDL apenas com dieta e precisam tomar medicamentos. Exercicios físicos também ajudam a elevar o HDL e diminuir o LDL.

A decisão de quando começar os remédios depende dos valores de LDL e HDL , mas também da presença de outros fatores de risco para doença cardiovascular, nomeadamente:

- Cigarro
- Hipertensão
- Diabetes
- Insuficiência renal crônica
- Obesidade
- Sindrome metabólica
- Idade maior que 45 anos.

Quanto mais fatores de risco você tiver, mais baixo deve ser seu colesterol. Portanto tome cuidado com o que você ingere.

Equipe self.run

Fonte: www.mdsaude.com

10/08/2009

Vídeo: Dencanso - o treino silencioso

Uma das melhores maneiras de treinarmos o descanso é enquanto dormimos. Podemos sonhar que estamos correndo mas os benefícios de uma boa noite de sono (e descanso) podem ser notadas no treino do dia seguinte.


Portanto não se esqueçam: descanso também é uma forma de treinar!


video


Equipe Self.run

A Importância do Descanso no Treinamento

Tão importante quanto a alimentação e os treinamentos, o descanso deve fazer parte da vida de qualquer corredor, seja ele amador ou profissional. Mesmo que a empolgação após uma boa prova ou um treinamento produtivo seja grande, é essencial que o atleta saiba dedicar um tempo entre suas atividades para a regeneração.



A importância do descanso não está só em “poupar” os músculos. Com ele, o atleta ganha em força e velocidade. “O exercício físico é sempre uma agressão ao corpo. Com ele o atleta sofre microlesões e acumula ácido láctico. O repouso permite que o corpo seja realinhado e, assim, há uma supercompensassão, fazendo com que o atleta fique mais forte”, afirma Raul Santo de Oliveira.


Quando falamos em descanso a primeira coisa que vem a mente é não fazer nenhum tipo de esforço físico. Porém, para os especialistas, o repouso ativo pode ser, em alguns casos, até mais produtivo do que a pausa total.“O repouso ativo pode ser feito diminuindo-se a intensidade do treinamento, dando um trote mais leve, até mesmo dentro do treinamento. Uma massagem ou alongamento são bem produtivos para o corredor". “Mas claro que isso depende do nível que o atleta está. Se for um iniciante em corridas, o repouso total é também bem-vindo”.“Eu recomendo que o descanso seja feito um dia sim e um dia não durante o treinamento. Não que o corredor precise parar de correr, mas o ideal é que, depois de um dia com um treino muito puxado, no dia seguinte o corredor diminua um pouco o ritmo, para que o corpo volte a normalidade fisiológica”, completa Oliveira.


Equipe Self.run



Fonte: Revista O2

05/08/2009

Diferenças entre marcha e corrida

Muito se discute os efeitos da caminhada e da corrida, como se fossem as mesmas atividades, somente mudando sua velocidade de execução, mas não é bem assim.

Corrida e caminhada são duas práticas completamente distintas, apesar de serem próximas. A principal diferença está na fase aérea, uma vez que na marcha (caminhada) pelo menos um dos pés está em contato com o chão e na corrida existe um momento da passada em que os 2 pés encontram-se no ar.

Isto provoca uma série de diferenças, tanto na força de propulsão na passada até na angulação do joelho na aterrisagem, elevando muito seu gasto calórico.

Abaixo, algumas diferenças entre a marcha e a corrida:

  • Sem fase de duplo apoio
  • Alteração do contato inicial (calcanhar – médio pé)
  • Diminuição da fase de contato
  • Fase Aérea
  • Angulação de flexão do joelho

Portanto se você caminha com intenção de perder peso ou de beneficiar sua saúde com esta prática e tem condições físicas, prefira correr, pois seus benefícios serão maiores.

Equipe Self.run

Sprint no fim do treino ?

A corrida é considerada uma modalidade esportiva de alto impacto, visto o número de passadas total de um treino. Porém este impacto pode piorar e se tornar uma lesão, um verdadeiro pesadelo entre os corredores.

A musculatura dos membros inferiores é a grande responsável pela absorção do impacto de uma passada na corrida, porém ao final de um treino médio/longo esta musculatura pode encontrar-se fadigada.

E é aí que entra o perigo: com esta musculatura enfraquecida pelo treino, alguns corredores optam por fazer o famoso sprint ao seu final, aumentando o impacto e a propensão a uma lesão tanto muscular como cartilaginosa.

Portanto cuidado: o final do treino não é o melhor momento para se aumentar a velocidade, a não ser que você esteja treinado para tal, ou que seja uma estratégia que irá adotar na prova (mesmo assim com um treino de base anterior). Caso contrário, evite.

Equipe Self.run

03/08/2009

Vídeo: My Best Enemy

Vídeo francês da Nike simbolizando a superação das pessoas que correm por prazer, para superar barreiras, suas próprias barreiras, ou seja, você x você mesmo.

video

Equipe Self.run

O papel do Vo2máx

Em treinamento de corrida muito se fala do Vo2 máx, mas muitas pessoas ainda não sabem seu significado e principalmente sua importância.

Vo2máx trata-se do principal indicador da aptidão cardiorrespiratória, ou seja, é a quantidade de oxigênio que um indivíduo consegue captar do ar atmosférico, absorver nos alvéolos, transportar pelo sistema cardiovascular e utilizar dentro da célula para geração de energia oxidativa por unidade de tempo.

A aplicação prática do Vo2máx consiste em:
  • Fornecer uma medida do dispêndio energético no exercício
  • Indicar a capacidade do organismo em transportar oxigênio e utilizá-lo no exercício
  • Servir como critério de medida da aptidão cardiorrespiratória para comparações inter e intraindivíduos
  • Determinar intensidade de exercício
  • Principal indicador de saúde cardiorrespiratória

Portanto, quanto maior o valor do Vo2máx, melhor a capacidade cariorrespiratória do indivíduo.

Equipe Self.run

30/07/2009

Video: Love/Hate Balance

Vídeo da New Balance sobre o amor e ódio com a corrida, ou seja, o equilíbrio!

Este equilíbrio é o mais importante no treinamento, para nunca desanimar e estar sempre motivado, afinal de contas, sempre existe um propósito para correr.

video

Equipe Self.run

Por que fazer treinos de tiro (ou velocidade) ?

Os tiros, como também são chamados os treinos de velocidade, são importantes para melhorar o desempenho do corredor. Após a fase inicial, na qual se trabalha o condicionamento, comece os exercícios de velocidade. Esse tipo de treinamento mais intenso aumenta a tolerância do esportista ao ácido láctico, que acelera a sensação de cansaço nos músculos. Assim, praticando exercícios de velocidade o atleta aprende a suportar por mais tempo de corrida uma frequência cardíaca maior.

Ficou animado? Então que tal pedir para seu treinador ou sua Assessoria Esportiva prescrever um treino deste para você?

Dica de postura: corra com os braços semiflexionados. Isso ajuda a equilibrar o corpo e aumentar a velocidade.

Mas atenção, progrida aos poucos. Nada de aumentar o volume e a intensidade do treino ao mesmo tempo. Além disso, os treinos para aumentar a velocidade só são recomendados para quem já corre há pelo menos três meses. Se você é novato, o mais importante é se preocupar com o seu condicionamento, que deve ser trabalhado pouco a pouco até que você já consiga correr por pelo menos 45 minutos sem parar.

Equipe Self.run

Nem um presidente está a salvo

No último dia 26 a seguinte notícia circulou pelo mundo: "Sarkozy continuará hospitalizado pelo menos até esta segunda-feira."



O presidente francês, Nicolas Sarkozy, foi internado sob observação cardiológica depois de ter sofrido uma indisposição enquanto se exercitava, informou o Palácio do Eliseu.



Foto de arquivo de 2007 mostra Nicolas Sarkozy se exercitando em Paris Os exames clínicos e neurológicos pelos quais passou no hospital militar Val de Grâce, em Paris, "são normais", acrescentou em comunicado a Presidência francesa.

Esta fonte assegurou que Sarkozy não perdeu a consciência enquanto corria. Segundo a versão oficial, o incidente aconteceu quando o chefe do Estado saiu para correr nos jardins do Palácio de Versalhes e depois de "45 minutos de exercício físico intenso" sentiu-se mal. Rapidamente, seu médico o atendeu antes de ser levado de helicóptero para o hospital Val de Grâce.

Segundo fontes oficiais, Sarkozy, de 54 anos, foi vítima da chamada síncope vagal, que não costuma ter gravidade. Este tipo de síncope leva frequentemente à perda de consciência e pode ter diversas causas, como a perda de açúcar no sangue, calor intenso, estresse ou dores intensas. Ela também pode acontecer quando se faz um grande esforço em jejum, por exemplo.

Sarkozy é conhecido por ser um grande entusiasta dos esportes e costuma correr e andar de bicicleta. Um de seus melhores amigos, o prefeito da cidade de Levallois-Perret, Patrick Balkany, sugeriu que a alimentação do presidente francês pode ter sido uma das causas da indisposição, da mesma forma que a intensa atividade pública do chefe de Estado.

Portanto nem um presidente está livre dos males de uma prática esportiva sem assessoria e segurança, além da necessidade de uma alimentação saudável. Não importa quão intensa seja a rotina, a saúde tem sempre que vir antes, caso contrário o preço a ser pago será mais alto.

Equipe Self.run